sexta-feira, 28 de junho de 2013

Ah, as ipoméias...

Se você não conhece essa belezura da família das trepadeiras, vai começar a amar desde já. São plantinhas com cara de mato, que vivem no mato e se reproduzem como mato. Mas altamente ornamentais. Quem nunca viu uma dessas pelas ruas? Não? Preste mais atenção nas cercas, e tenho certeza que verá. Bem, voltando ao assunto principal do blog, as sementes, fui à caça das danadas pra mostrá-las à vocês, e para plantar, claro!


Ipomoea alba (dama-da-noite)
"As flores se abrem ao cair da tarde e, logo ao amanhecer, fecham-se. São grandes, perfumadas, brancas, e despontam várias vezes ao ano."





As sementes ficam dentro dessas cápsulas, quando secam.







Ipomoea carnea fistulosa (algodão-bravo)
"Muito florífera, com folhagem aveludada e muito densa. Florescem quase o ano todo."





Ainda não consegui sementes dela, vou procurar denovo e mostro pra vocês. Dizem que se chama "algodão-bravo" pois as sementes são envoltas em uma "pluma" e porque é tóxica. Andei pesquisando no Google mas não tenho certeza se as imagens que vi são da mesma planta, portanto procurarei.





Ipomoea cairica (corriola)
Dessa tenho certeza que você já viu por aí. É uma pena que só abra na parte da manhã, a tarde ela fecha.





As sementes ficam dentro de cápsulas quando a  planta seca.





Ipomoea indivisa (corda-de-viola)
Essa é literalmente um mato, mas não deixa de ser linda!






Suas sementes ficam dentro dessas cápsulas depois que a planta seca e morre.





Ipomoea horsfalliae (ipomeia-rubra)
Na minha opinião, a mais bela de todas! Floresce praticamente o ano todo, como todas as outras. Procurei muito e não consegui achar as sementes =(






Em breve fotos das sementes germinadas e acompanhamento das mudinhas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...