15 Super dicas para ter suas suculentas sempre lindas

Não é uma tarefa muito fácil, mas com dedicação e paciência, tudo se consegue! As suculentas são plantas exemplo de superação das adversidades! Logo vocês verão do que estou falando! Senta que lá vem história!


Maravilha do meu jardim

Tá achando que é fácil manter uma suculenta linda igual essa de cima? Não é não! Pra quem se dedica mesmo e faz coleção, é um insulto essas reportagens curtas e grossas que tem por aí dizendo que são plantas fáceis de cuidar, só porquê necessitam de pouca rega (nem sempre). Já fiz um post sobre mitos dessas plantinhas, clique aqui para ler.

Pra começar, apesar de ter uns 4 anos que me dedico a elas, ainda não aprendi de todo como cuidar bem. Todo dia é um desafio. Cada planta tem sua peculiaridade. Ainda temos que adaptá-las ao nosso meio; cada clima requer uma adaptação. Vamos esmiuçar tudo isso agora.

Echeveria linda e saudável, sem manchas, queimaduras ou pragas; do  meu jardim,

Quero reforçar que as dicas aqui expostas são observações minhas nesses anos de cultivo; de adaptações de dicas de produtores e pessoas mais experientes. Por isso digo que a jardinagem é um trabalho de muita paciência e observação; aprendendo com os erros!

E eu depois de muito errar e perder muitas raridades, e nisso vai muito dinheiro investido também; vamos ao que interessa.


1- ADAPTAÇÃO

Quando você compra uma muda, ela vem de um ambiente totalmente controlado; elas ficam em estufas e viveiros protegidos de sol e chuva e invariavelmente o clima de onde elas vieram é bem diferente do de sua cidade. Então é preciso primeiro adaptá-la à incidência de luz. As suculentas para ficarem bonitas precisam de muito sol; algumas o dia todo, outras nas horas de sol mais ameno. 

Então a dica é: coloque a muda recém comprada gradualmente em contato com a luz solar.


Muda comprada pela internet se adaptando

Coloque primeiro em um local que pegue somente o sol da manhã ou da tarde. Depois de uns 15 dias coloque em local que pegue mais sol e assim por diante, até que ela fique em sol pleno. É importante você observar se está tendo queimaduras ou se a planta fica murcha. Nesse caso, mesmo estando adaptada pode ser que ela goste de um sol mais ameno.


2- ESTIOLAMENTO


É quando a planta toma pouco sol é começa a crescer e espichar demasiadamente em busca de luz. Ela fica feia, torta e sem cor. A foto acima representa bem isso: ficou 15 dias dentro da caixa de correio sem luz. Mas ela continuou crescendo lá dentro.


Mudas estioladas

Veja a foto acima. Uma amiga de Portugal me enviou essas mudinhas que ficaram mais de 15 dias na caixa. Vê como estão tortas e esmaecidas? Plantei rapidamente e estão primeiro se acostumando à claridade, mas sem sol direto. Daqui uns dias começo com a exposição solar bem leve.


Outra mudinha vinda de Portugal

Esta outra foto mostra a deformação da planta pela falta de luz também. Depois que a planta estiola, ela não volta ao formato normal, mas com o tempo ela se endireita e das suas mudas você poderá fazer plantas certinhas.


Mudas estioladas procurando sol


Então a dica é: para a planta não entortar e espichar demais, sol pleno.


3- PODA PARA MANTER O FORMATO


Assim como as demais plantas, para se manter uma suculenta com o formato bem bonito e compacto, a poda é fundamental. Dá dó? Dá, mas assim como uma árvore frutífera, depois da frutificação, a poda é essencial para dar mais vigor, com as suculentas não seria diferente.


Poda de pendão

Algumas suculentas com as echevérias, costumam sair muitas mudas em formas de pendões. Veja a foto acima. Podei o pendão; vou deixar 3 dias cicatrizando e depois disso plantar em substrato bem leve. Mas pra frente vou falar do substrato.


Echevéria sem o pendão

Além de o pendão distorcer um pouco o formato da planta, ele rouba muita energia. Principalmente os pendões florais. Tem pessoas que não deixam as plantas florirem pois algumas acabam morrendo no final da floração. A planta gasta tanta energia que se esgota e morre, deixando os filhotes e as sementes para a propagação da espécie. Então você pode optar ou não pela poda dos pendões florais. No meu caso acima era pendão de muda mesmo.

Echeveria em flor

Eu geralmente deixo florir sim, mas quando as flores começam ficar feias já podo.


4- FUNGOS

É a praga que mais acaba com a beleza das suculentas. Começam com manchas marrons nas folhas e tá apodrecimento completo do caule, fazendo que você só perceba o problema quando já é tarde. Por isso é importante aplicar sempre um anti-fúngico nas folhas pelo menos uma vez ao mês.


Vejam as folhas debaixo manchadas por fungos

Quando perceber que as folhas estão atacadas, retire-as e aplique o antifúngico em toda a planta. Nunca aplique no sol. De preferência depois da rega e no horário mais fresco do dia. Evite a exposição solar intensa depois da aplicação. Confesso que ainda não tive coragem de retirar essas folhas; mas não adianta ter dó, pois a planta s´´o vai consumir mais energia pra manter as folhas doentes.


5- PRAGAS


Depois da falta de luz solar, o que mais deforma a suculenta são as pragas como pulgões e cochonilhas. Elas sugam a seiva da planta e as folhas começam a engruvinhar e perder a cor.


Folhas deformadas pela ação de cochonilhas

Não vou entrar no mérito da questão dos defensivos porquê é outra história, mas é fundamental dar uma olhada todo dia nas suas plantinhas detidamente pra ver se tem algo diferente acontecendo. Na maioria das vezes passa despercebido porque os insetos ficam da parte debaixo das folhas ou no miolo e você só vai ver quando a planta tá bem feia.

Outra praga que causa muito estrago e você só vai ver quando o trem tá feio, são as lagartas. A maioria é verdinha então para desapercebido. Essa planta abaixo tava praticamente inteira comida, feia só com duas folhas sobrando. Além do que estava com fungo também. Por isso disse lá no começo que são plantas persistentes. Você pensa que ela vai ficar feia pra sempre, ou quer jogar fora. Nunca faça isso! Deixe que a natureza se encarrega do resto!


Planta atacada por lagartas


Então a dica é: se a infestação for muito grande, pode a parte infectada, mesmo que a suculenta fique feia, ela vai gerar novos brotos no local da poda, e então você poderá fazer novas mudas. Se a infestação for pequena, retire os insetos com cotonete embebido em àlcool ou vinagre ou aplique um defensivo. Nunca se esqueça que depois de aplicar o defensivo, seja químico ou natural, deixe a planta fora do sol até que se recupere da infestação.


6- PODRIDÃO


Todo mundo, desde o iniciante até o veterano já passou por isso. O caule da planta apodrece debaixo pra cima até que as folhas começam a cair e aí não tem mais salvação. As causas podem ser desde excesso de rega e até cochonilha de raíz. Mas não é o fim do mundo (ou sim, hehehe). Quando perceber o problema, corte imediatamente a parte sadia da podre, deixe cicatrizar por 3 dias e depois replante. Não regue por mais ou menos uma semana ou 15 dias, até que a planta comece a brotar. É sinal que já enraizou e pode ser tratada normalmente.

Abaixo alguns exemplo de plantas que foram drasticamente podadas por conta de podridão.






Então a dica é: Qualquer folha que sobrar não jogue fora, deixe em cima do substrato para enraizar e sair mudas. 


7 - SUBSTRATO

Item de extrema importância para o sucesso de todas as dicas acima. No post anterior sobre replante da minha rosa-do-deserto mostrei qual a mistura que estou usando atualmente para as suculentas. Dá uma olhadinha lá.

Echevérias em novo substrato que estou usando

Ele precisa ser bem drenável, por isso estou usando bastante fibra de coco em pó e casca de pinus triturada. Antes eu usava só condicionador de solo da Forth e húmus de minhoca. Já usei outras misturas, inclusive com areia, e não gostei. O que estou gostando mais é dessa mistura que falei pra vocês. O solo precisa ser bem aerado para as plantas expandirem suas raízes e crescerem por igual.

Um  componente em especial anda fazendo toda a diferença: carvão moído. Além de aerar o solo ele protege a planta contra fungos e bactérias.

Então a dica é: Seja qual for o material usado na mistura para aerar o solo, nunca deixe de usar. Seja pedriscos, casca de pínus, fibra de coco, etc.


8- TIPO DE VASO


O ideal é vaso de cerâmica. Ele controla a umidade do substrato. Então o ideal é não impermeabilizar por dentro para que a água consiga evaporar pelos microporos.


Vasinhos de cerâmica comprados usados em floricultura bem baratinhos

Ainda mais se você não tiver muito tempo e não precisar ficar mudando as plantas de lugar toda vez que chova, esse tipo de vaso é o ideal. 

Então não posso usar vaso de plástico? Pode sim, desde que faça uma drenagem correta colocando no fundo argila expandida, brita, pedras, isopor ou o que você tenha em casa para que a água não acumule no fundo. Mas eu estou tendo mais sucesso com esse tipo de vaso porque eu tendo a aguar mais. 


9- FALANDO EM REGAS...


"Ah, que suculenta não gosta de água". Quem falou? Gosta sim, só depende de seguir a regrinha do substrato e drenagem do vaso. Também da época. Outono e inverno deve-se regar menos por conta de que a maioria das plantas entra em dormência. Mesmo que seja em região seca nessa época do ano como é aqui na minha cidade. 

Sucus molhadas e felizes

Aprendi com um produtor e amigo aqui da cidade. Ele rega TODOS os dias. Mas o substrato dele é praticamente só a base de fibra de coco em pó e vermiculita (para saber sobre cada componente usado em substratos, clique aqui). Usa também com peridiciodidade um anti-fúngico potente. Suculentas que passam sede ficam murchas e feias. O mais bonito delas é exatamente serem gordinhas porque armazenam água. Então para elas estarem sempre gordinhas, essencial regar bem, desde que seguido as outras dicas acima.


Meu novo amor, compradas aqui

Algumas suculentas assim como os cactos, necessitam de menos regas necessariamente, como as do vaso acima. Elas são bem mais gordas que as outras, pois armazenam mais água. Então qualquer água a mais elas melam. Mas também não é pra morrer de sede e as coitadas ficarem murchas. Rego de 15 em 15 dias.


10- ADUBAÇÃO


Essencial para qualquer plantar ficar bonita e vigorosa. Mais sobre substratos, clicar aqui. O único cuidado com as suculentas é adubar com baixo teor de nitrogênio. Esse componente estimula muito o crescimento e a cor esverdeada das folhas. Se ela cresce muito rápido por excesso de adubo, fica deformada. E se fica muito verde perde aquela beleza maior dessas plantinhas que é a coloração avermelhada ou rósea quando estressadas.


Echeveria mohogany

As suculentas são estressadas pela supressão de adubação e regas. Também pela incidência maior de sol ou época de frio intenso. Eu não gosto de estressar pela falta de rega e adubação também não faço constantemente, mas sempre no plantio de novas mudas ou replante, coloco ou húmus de minhoca ou torta de mamona com farinha de ossos no substrato.


11- ESTRESSE

Já devem ter visto na internet a fora essas suculentas super coloridas:


Fonte

Fonte

Fonte

Sim, são de verdade, sem filtro. Mas são gringas. E é possível chegar as essas cores aqui no Brasil? Muito difícil. Principalmente aqui na minha região que é calor o ano todo. Elas precisam de bastante frio para chegarem a esse nível de estresse. O máximo que conseguimos por aqui é com exposição solar e pouca rega e adubação. Também se consegue estresse quando plantamos várias em um vaso só e elas vão se espremendo e a quantidade de nutrientes no substrato fica escasso.


Essa kalanchoe consegue ficar com as bordas bem pink no sol pleno

12- MUDANÇA DE LOCAL

As suculentas não gostam de muita mudança de local. Se ela está bem adaptada num canto, deixe-a lá. Assim como as plantas ornamentais e folhagens.


13- REPLANTE

Extremamente necessário quando a planta começa a ficar feia. O que é uma planta feia? É tipo assim:





No caso da primeira foto eu podo tudo e planto os tocos. Na segunda eu retiro todas as mudas e replanto certinho no vaso pra que cresce uniformemente.


Mudas replantadas uniformemente, depois de pegas e crescidas

Principalmente arranjos, com o tempo começam a perder a forma pelo crescimento das plantas ou pela morte de algumas. 


14- MUDAS

No replante e nas podas, sobram mudas em excesso. O que fazer além de distribuir pros amigos? Pequenos arranjos! Eles ficam feios no começo mas daqui um mês estarão lindos!







Das suculentas tudo se aproveita! Tocos, folhas pedaços...


Considerada uma praguinha, dá belo arranjos os restos dos replantes

Muda saindo do toco que foi podado

Cada folha é importante: nessa maçaroquinha ai deve ter uns 5 tipos de suculentas que sobraram só as folhas

Toco considerado morto, revivendo.

Folhas que caíram de um replante, cada folha dando uma planta.

15 - PACIÊNCIA

Por fim e a mais preciosa das dicas. As suculentas são plantas que crescem devagar e são muito melindrosas. Então é preciso saber o tempo delas. No final teremos a recompensa.


Te parece feio? Mas daqui uns 2 ou 3 meses teremos um vaso cheio e gordo das mudinhas feias e tortas.

Valor da paciência: tinha sobrado praticamente um toco, tem uns 2 meses que está aí se regerando. Daqui uns 6 meses penso que estará do tamanho normal.

Mais uma que era pouco mais que um toco e uma folha. Paciência, paciência, paciência.

Echeveria carunculata sobrevivendo depois de uma podridão total

Obrigada a você que chegou até aqui. Se gostou curta e compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Curta a fan page do blog no Facebook clicando na caixa do menu ao lado esquerdo. Siga o meu instagram pessoal @camilabatalhone, lá coloco diariamente fotos das minhas plantinhas. Deixe suas dúvidas e comentários abaixo!


Comentários

  1. Amei o post! Eu sou iniciante na arte das suculentas e considero um insulto quando alguém diz que "é só deixar no sol e molhar pouco e pronto". Confesso que não sou das jardineiras maaaaais dedicadas, principalmente no que diz respeito à adubação, mas vou tentando.
    Ando com uma sucu toda pontudinha (não faço ideia da espécie) que minha mãe me deu há um mês, e estava bonita, mas de repente começou a ficar de um verde mais escuro e meio molenga, meio solta. Não estava no sol, e talvez a claridade não fosse suficiente, mas me chama a atenção que tenha se deteriorado tão rápido, então acredito que seja alguma praga. Agora que li teu post, suspeito de podridão. Vou dar uma investigada e ver o que posso fazer, nem que seja salvar uma única folhinha!
    Bjão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Pela descrição penso que essa suculenta pontudinha deva ser uma hawortia. Elas costumam ser bem resistentes, mas quando o solo está muito encharcado elas meio que despedaçam aos poucos. Pode ser podridão sim, sem ter a ver com regas. Boa sorte no cultivo!

      Excluir
  2. Parabéns pelo seu Blog, aqui encontrei muita informação sobre suculentas, cactus e outros e tudo num só lugar e com uma linguagem fácil. Que bom que ainda temos pessoas como vc que busca tempo para ajudar a outrem e sem cobrar nada. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jorge Luís, que bom que achou o que procurava! Faço tudo com o maior prazer!
      Abraços

      Excluir
  3. Olá Camila! Que bom que te encontrei!!
    Também estou iniciando nessa paixão pelas suculentas e comecei uma pequena coleção!
    Estou com algumas duvidas, espero que possa me ajudar!
    Tenho umas sucus que estão crescendo um pouco estioladas e percebo que as folhas mais antigas estão sempre molinhas.. por mais que eu regue, só as folhinhas mais novas permanecem "gordinhas"... Vc sabe o que pode ser?
    Elas estão em um lugar que apesar de ter uma claridade muito boa, bate um solzinho de leve por uns 15 min só de manhã (é um corredor lateral aqui da minha casa)...
    Vc pode me ajudar, pleaseeee??

    Adorei seu blog! Agora que encontrei não largo mais!!
    Obrigada!!

    Sarah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sarah!
      Como você disse, as sucus estão estioladas, elas precisam de sol forte para crescerem bem gordinhas e juntinhas. O normal é que as folhas antigas fiquem assim mesmo até secar. Quando elas estão juntinhas a gente nem vê pois elas ficam ali por baixo e secam sozinhas. Sugiro que você coloque-as em lugar que pegue bastante sol, mas como elas não estão acostumadas, cloque aos poucos até elas se adaptarem. Se estiverem muito estioladas, a única solução é decapitar e fazer novas mudas!
      Obrigada pela visita e estou à disposição para dúvidas! Se tiver facebook curta a página do blog por lá e pode me mandar mensagens pela página, assim podemos trocar idéias mais facilmente!
      Abraços!

      Excluir
  4. Muito bom mesmo estou a dois anos com suculentas e cactos trocas vendo faço doações, esse post ficou magnífico, aprendi muita coisa, obrigada por dividir com nos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela visita, em breve responderei! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais vistos

Como plantar sementes

Como cuidar de uma rosa-do-deserto (Adenium obesum)

5 Mitos sobre cactos e suculentas