Como identificar e colher sementes de plantas variadas

Uma dúvida muito recorrente dos leitores do blog é se tal planta dá semente, como colher, como achar, etc. Antes de ler essa matéria indico ler estas se ainda não leu:



Sementes da Crossandra

É importante que você leia principalmente  a matéria "tudo o que você precisa saber..." pois irá entender de onde vem a semente, como se forma, etc. Então não vou me alongar muito sobre frutos, favas, cápsulas... pois já está tudo falado lá. Daí passaremos para a prática, pois vou mostrar várias fotos de sementes diferentes.




Sementes de Tagetes


Vamos entender mais um pouquinho: lembram das aulas de biologia das angiospermas e das gimnospermas? Então, são as plantas que produzem sementes, enquanto as que não produzem se reproduzem por esporos como as samambaias.



Uma das maiores inovações que sugiram no decorrer da evolução das plantas vasculares foi a semente. Essa estrutura protege e alimenta o embrião dos vegetais, justamente nos estágios mais delicados da germinação. Por isso, as gimnospermas e angiospermas (também chamadas de fanerógamas), têm vantagem sobre os grupos de vegetais que se reproduzem por meio de esporos. A prova disso é que existe um número muito superior de espécies vegetais produtoras de sementes do que de plantas fazem uso de esporos para se propagar. (Fonte)


Flor da Celósia e as pequenas sementes pretas que ficam dentro das pequenas cápsulas da flor. É só passar a mão que as sementes caem. Importante notar que sempre colhemos quando a flor já está seca, pois é quando já sofreu todo o processo de polinização e formação dos frutos.


Resumindo:

- Quase todas as plantas produzem sementes. Umas mais visíveis que as outras, como no caso das frutíferas; e com menos visibilidade as orquídeas, cactos, suculentas e antúrios, por exemplo;

***Um adendo neste tópico: É possível produzir mudas por sementes de orquídeas, mas são mito complicadas. Tem que ter todo um processo estéril e meio de laboratório. 


Cápsula de sementes de orquídea.
Fonte da foto

*** Dá pra plantar cacto e suculenta por semente. Muita gente tem curiosidade de essas plantas dão flores, como eu disse, todas as plantas praticamente dão flor, e com elas não seria diferente. Um dia faço um post sobre plantio de sementes delas. Não tenho muita paciência pra cultivá-las dessas forma pois são muito lentos os crescimentos. Mas para quem quer criar novos híbridos por polinização cruzada, é o que há. Inclusive já fiz um post sobre híbridos, clique aqui  para ler. A Feltrin tem à venda saquinhos de sementes de cactos, já plantei e a taxa de germinação é excelente.


Desenho mostrando o fruto do cacto e as sementes dentro do fruto.
Fonte da imagem


- Se todas produzem sementes, todas produzem flores. É comum a pergunta: fulano dá flor? Todas plantas em geral dão flor.

Por meio das gimnospermas, pela primeira vez na história evolutiva das plantas, aparecem a semente e a flor. As flores desses vegetais são chamadas de estróbilos ou pinhas e são polinizadas pelo vento. Por serem mais primitivas que as angiospermas, as flores das gimnospermas não liberam a ferramenta necessária para atrair polinizadores -- o perfume. A palavra "gimnosperma" significa "semente nua" e essa denominação se deve ao fato dos óvulos e sementes ficarem expostos sobre as superfícies dos esporófilos, ou seja, sem a proteção do fruto, como ocorre com as angiospermas. (Fonte)

Observando onde sai a flor da planta, saberemos onde encontrar a semente, mesmo que não tenha frutos aparentes. Espere a flor secar e perceba se depois que ela cair terá uma cápsula ou um pequeno fruto seco.


Vejam a flor do camarão amarelo. Na verdade a flor mesmo é essa branquinha que sai de dentro da inflorescência amarela. Percebam a pequena cápsula de onde caiu a flor. Ali vão se formar as sementes. Na verdade eu nunca tinha prestado atenção nas sementes dessa planta, pois ela fica bem escondida, Agora estou curiosa pra saber como vai ser.

Veja essa "espiga" de onde saem das flores do camarão-roxo. Esse tipo acontece com a crossandra e o escudo-persa. Ainda estou esperando para ver como vão sair as sementes.


A grande maioria das plantas que conhecemos são angiospermas, sendo nas gimnospermas o mais conhecido, o pinheiro. Uma  curiosidade: algumas gimnospermas produzem sementes aladas que só são liberadas com o calor. Quando há um incêndio numa floresta, por exemplo, tudo se queima, mas os frutos se abrem com o calor liberando essas sementes que voam longe e acham um lugar propício para se desenvolver.

Sementes de coníferas. Me desculpem a marca d´água da foto mas achei esta sensacional.
Fonte da imagem

Tipo de semente alada
Fonte da imagem

Dentro do grupo das angiospermas temos as monocotiledôneas e as dicotiledôneas. Que que isso??? Repare nas folhas da planta. Se ela tiver uma nervura no meio, dividindo-a em duas partes, como as folhas de uma roseira, ela será dicotiledônea e, se não apresentar essa característica, será monocotiledônea.


Fonte da imagem

Tá, e o que tem isso a ver com a semente, que é do que queremos saber? Para localizar a tal da semente, sim, é bom saber:


Apesar das angiospermas compartilharem com as gimnospermas aspectos reprodutivos básicos, elas diferem em muitas características. Por exemplo, a flor apresenta carpelos e, nas sementes, o alimento fica armazenado em uma estrutura chamada endosperma.

As flores das angiospermas produzem néctar, substância nutritiva que atrai animais polinizadores, ou seja, que levam o pólen de uma planta para outra e, assim, ocorre a união dos gametas. Então, forma-se o embrião que fica protegido dentro de uma semente -- e ela fica envolta no fruto, característica especial desse grupo de vegetais.
Algumas angiospermas desenvolveram interdependência com determinadas espécies de animais, ou seja, apenas uma espécie de animal pode disseminar a planta. Um bom exemplo disso é a relação do lobo-guará com a lobeira: essa planta só germina se suas sementes passarem pelo trato digestório do maior canídeo sul americano. (Fonte)

Quem tem árvore em casa ou outra planta atrativa para pássaros já deve ter reparado: o bichinho come a frutinha do seu quintal mesmo ou come lá longe, faz coco nos vasos e depois de um tempo nasce algo que você não sabe bem o que é, rs. Aqui acontece muito com jaboticabas, pitangas e amoras. Depois de passar pelo trato digestivo do animal, as sementes germinam mais facilmente pois foi quebrada sua dormência. Sobre isso falei nos posts que estão nos links no começo desta matéria.

Então vamos ao que interessa. Vou postar algumas fotos de plantas que são das ruas e outras minhas mostrando as respectivas sementes. Acho que a partir dessas informações dá pra ser um bom caçador de sementes! O mais legal é a gente descobrir as danadas por nossa conta! Eu fico super empolgada quando acho uma que não fazia idéia de como era!

Vejam esta linda planta que esqueci o nome, rs

Na ponta um cacho de flores que vão abrir mas lá mais pra trás já tem um frutinho de onde tinham saído outras flores...


Quem não conhece a portulaca acima? Veja só como se forma a cápsula de sementes dela. Desse botãozinho verde depois de secar saem as minúsculas bolinhas pretas.

Frutos da Lantana trifolia. Todas as lantanas são esse cachinho de sementes. As comuns que compramos nas floras os cachinhos são pretos. Essa é do mato e muito lindinha.

Favas de sementes da Mimosa sp. Parece da maria-fecha-porta, mas esta é um arbusto.

Quem nunca viu as sementes do dente-de-leão?

Lindos frutos do coqueiro-de-vênus

Favas da Leucena

Cápsulas com microscópicas sementes da árvore escova-de-garrafa. Essas cápsulas parecem ser a própria semente, mas não. Você espreme e saem milhões delas de lá dentro; dá até pra ver aí a parte de dentro onde elas ficam armazenadas.

Urucum

Fava de Flamboyantzinho

Favas já secas e expelindo muitas sementes da Espirradeira

Fava do ipêzinho-de-jardim

Frutos secos de um tipo de pysalis do mato

Essa foto é meio antiga, não me lembro de que planta é

Frutos da dama-da-noite

Frutinhos já secos e expelindo minúsculas sementes da russélia

Aposto que nunca repararam nestas cápsulas de sementes da Quaresmeira. De dentro saem milhares de minúsculas sementes.

Aroeira-pimenteira

Não sei o nome, mas os frutos são bonitinhos

Frutos ainda verdes do jacarandá-mimoso

Frutos de roseira. Aposto que nunca tinha visto dessa! Geralmente ou a gente tira a rosa fresca pra por em arranjo dentro de casa ou quando a flor seca a gente corta. Deixe a flor seca e feia lá e verá os frutos. Já testei e as sementes tem um poder germinativo bem baixo, pelo menos das que peguei.

Um tipo de aspargo. Olha que lindeza os frutinhos, fica parecendo uma mini-árvore de natal!

Fruto ainda verde da Alamanda

Uma última dica para coletar sementes de flores. Lá no começo do post vocês viram as sementes do tagetes ou cravo-de-defunto. Pois bem. As flores do tipo margarida, gazânia, calêndula e etc. dão sementes parecidas. Depois que a flor seca totalmente, é só pegar aquele miolo e esfarelar com os dedos e aquilo são as sementes. Daí é só plantar e ser feliz!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...