Torta de neem como adubo e como defensivo

Em um post mais pra trás citei um produto que tinha ganho de uma loja aqui da minha cidade para testar. Ele ainda não está no mercado e por enquanto é só para teste. Se trata de uma torta de neem para misturar à terra do vaso ou jogar diretamente no canteiro na quantidade especificada na embalagem por m².

Ótimo pra agricultura orgânica, pra quem cultiva horta sem usar defensivos e adubos químicos.





Mas vamos por partes né? O que é torta e o que é neem?

Muitos de vocês devem usar a torta de mamona nas plantas não é? A torta nada mais é do que o bagaço que sobra da extração do óleo das sementes do neem, assim como da mamona.

A árvore:


Fonte da imagem

Nome científico: Azadirachta indica

"Pertence à família do mogno e do cedro. São árvores de grande porte, podendo atingir até 30 m de altura e 2,5 m de diâmetro. Nativa de todo o subcontinente indiano, é resistente a seca. Além de fornecer madeira, é muito conhecida por suas propriedades medicinais e terapêuticas encontradas nas sementes, nas folhas e na casca."
Fonte: Wikipédia 

Por aqui tem algumas pela cidade e vou fazer uma muda, quero ter em vaso. Não para usá-la, mas para ter no jardim para espantar os mosquitos.


As flores do Neem:


Fonte da foto

As flores são muito cheirosas e penso serem melíferas. Mais um motivo para ter um exemplar em casa, nem que seja em vaso. Já cheirei pessoalmente, rs. E dão cachos grandes e cheios.


"Suas folhas, frutos, sementes, casca e madeira têm diversas aplicações, tanto como fonte de materiais usados pela medicina, veterinária, cosmética, como na produção de adubos e no controle de pragas. Nesse último quesito, tem chamado a atenção por ser excelente no controle biológico de diversas pragas e doenças que atacam plantas e animais no campo.

"A pasta resultante da prensagem das sementes de neem vêm se mostrando um adubo orgânico promissor, desde que misturado a outras fontes mais solúveis de nitrogênio. Essa ressalva é válida porque, sendo antimicrobiana, a torta de neem reduz a população de bactérias nitrificadoras (que captam o nitrogênio do ar e o disponibilizam para a planta): apenas cerca de 56% do nitrogênio livre é processado pelos microorganismos do solo, após a colocação da pasta de neem. Por retardar o processo que disponibiliza o nitrogênio no solo, o uso da pasta de neem está sendo recomendado em mistura com fontes de nitrogênio altamente solúveis, como os fertilizantes sintéticos utilizados na agricultura convencional, diminuindo as perdas de nitrogênio pelo ar ou pelo escorrimento juntamente com as águas, no interior ou na superfície dos solos. Entretanto, o uso desse material na agricultura orgânica, que se vale de adubos orgânicos pouco solúveis, não é recomendado, visto que o mesmo retarda o processo de disponibilização de nitrogênio que já ocorre de forma equilibrada e numa velocidade menor que em sistemas convencionais."

Fonte: Wikipédia

Essa informação sobre o neem ter que ser usado juntamente com outros adubos ricos em nitrogênio por conta de ser anti-microbiano me espantou, não vi escrito isso no rótulo e só soube agora fazendo a pesquisa para vocês. Então fica aí a dica e a ressalva se alguém quiser usar o produto, pois os microrganismos no solo são altamente importantes, não só para essa captação de nitrogênio e o disponibilizar para a planta como também na degradação de outros compostos. Por isso a água da torneira faz tão mal as plantas: contém muito cloro, o qual externa os microrganismos naturais do solo. Por isso as plantas ficam muito mais bonitas com as chuvas! Já fiz um post sobre esse assunto que você pode ler clicando aqui.


Os frutos do neem, também chamado Nim indiano:


Fonte da foto

A torta de neem também é utilizada na ração do gado, diminuindo significativamente a infestação por pulgas e carrapatos. Além da utilização na jardinagem, ela também é medicinal e utilizada pelos indianos há séculos.

Li alguns artigos que falam que a torta de neem é altamente indicada para tratamento de infestação de nematóides no solo. É uma praga bem comum e de difícil eliminação, também já falei dela aqui no blog, para ler o artigo é só clicar aqui. Ainda ajuda no aumento de minhocas no solo e protege as plantas contra pragas como pulgões e cochonilhas. Como a planta vai absorver os elementos do neem pelas raízes, com o tempo suas folhas concentram as substâncias que repelem os insetos. Então vale ressaltar que também não é nada milagroso; exige persistência e paciência, pois como todo produto natural, ele precisa ser aplicado em maiores quantidades do que os produtos químicos, e também exige uma constância, pois só assim as plantas irão manter um nível adequado do produto em suas partes.


As sementes do neem:

Fonte da foto

Muito bem, falamos de toda a planta, como ela age e etc. Mas a maioria de nós conhecemos o óleo de neem para aplicar nas plantas certo?

Existe no mercado uma infinidade de marcas que vendem o produto, é só dar um google:


Fonte: Google Images

Ah, só uma ressalva: essa torta de neem que ganhei e mostrei para vocês é produzida aqui na minha cidade mas pesquisando vi que existem outras marcas. Por aqui eu nunca tinha visto de marca alguma, somente desta.

Concluindo: Eu ainda não tenho um parecer sobre o uso que tenho feito para dar à para vocês, pois a quantidade que ganhei é pequena e para um resultado satisfatório precisaria de no mínimo 6 meses de teste, pois como disse, produtos naturais precisam ser aplicados constantemente para se manter um nível razoável de concentração das substâncias benéficas nas folhas. Mas diante do exposto, acho válido o uso.

Sobre o óleo de Neem

O óleo é usado diluído de acordo com o fabricante e borrifado nas plantas. Algumas marcas já vendem diluído, pronto para o uso. Pode-se usar tanto na prevenção de pragas, borrifando uma vez na semana ou a cada 15 dias ou no controle de pragas em uma planta já infestada. O melhor é a prevenção, né gente? 


Óleo de neem
Fonte da imagem

Confesso que usei uma vez faz um tempo e como não sabia direito o modo de usar queimei algumas plantas. Mas quero muito usar contra cochonilhas de carapaça nos cactos. Gente, isso é um inferno... porque depois de infestadas, você tem que tirar o cactos e lavar com uma escovinha e sabão neutro... e quem tem sabe como é custoso.


Alguns dos meus cactos com cochonilha de carapaça:





A cochonilha de carapaça é mais difícil de combater do que a cochonilha comum pois como o próprio nome diz, ela tem uma carapaça que a protege de substâncias e pancadas externas. Então qualquer veneno que você aplique por cima dela não surtirá efeito. O que se faz é aplicar algum tipo de óleo que a irá sufocar. Pode-se usar óleo mineral, desses vendidos em farmácia ou o óleo de neem. O neem além de matá-las vai proteger sua planta de futuros ataques, pois os insetos não gostam do seu cheiro nem gosto, então não vão chegar perto da sua plantinha.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...