Você sabe cuidar de bromélias?

Eu não, rss. Então resolvi pesquisar e partilhar com vocês. Antes de começar quero lembrar que o menu do layout antigo do blog que ficava do lado direto ainda está lá, é só passar o mouse em cima que vão abrir as abas. Lá você encontra links para os assuntos mais visitados do blog, atualizações, contato comigo, blogs que sigo... e muito importante, se você quer sempre ser avisado de quando tem post novo, lá você também acha um espaço para cadastrar seu email ok?

Bom, eu tenho algumas bromélias, e confesso que não tenho muito jeito com elas. Vamos aprender juntos?


Fonte


A Família Bromeliaceae 
Fonte do texto


"É uma família muito grande, compreendendo 1.400 espécies em 57 diversas subfamílias:

"PITCAIRNIOIDEAE, COM OS GÊNEROS: Brocchinia, Connelia, Dyckia, Encholirium, Hetchtia, Navia, Pitcairnia e Duya.

Exemplo de PITCAIRNIOIDEAE: Dyckia
Fonte


"BROMELIOIDEAE, : Aechmea, Billbergia, Bromélia Canistrum, Cryptanthus, Fernseea, Greigia, Hohenbergia, Neoregelia, Neoglaziovia, Nidularium, Pseudoananas, Quesnelia, Streptocalyx, Wittrockia.

Exemplo de BROMELIOIDEAE: Aechmea
Fonte


"TILLANDSIOIDEAE: Alcantarea, Catopsis, Guzmania, Tillandsia, Vriesia.

Exemplo de TILLANDSIOIDEAE: Tillandisia
Fonte



"* Curiosidade: Os estudiosos consideram o gênero Catopsis e Brochinia reducta como bromélias carnívoras.


Catopsis
Fonte

 Brochinia reducta
Fonte 


"As bromélias são plantas herbáceas de folhas ora largas ora estreitas, lisas ou serrilhadas, por vezes com espinhos, de cor verde, vermelhas, vinho, variegadas, com manchas, listras e pintas.
Só florescem uma vez somente no estado adulto, depois emitem filhotes e terminam o ciclo.
As flores variam conforme a espécie e o gênero, mas são pequenas e podem apresentar-se saindo de espigas (Tillandsia) em racemos (Aechmea) ou no centro da roseta de folhas (Nidularium). 

Bromélias em flor:








"São em sua grande maioria epífitas (ver post anterior) , vivendo em árvores numa evolução avançada, mas encontramos também ripícolas crescendo sobre rochas (Dyckia marítima) ou terrestres (Alcantarea)."

As Dyckias, na minha opinião, as bromélias mais lindas:


Fonte

Fonte

Fonte

Fonte

Fonte



"Algumas dicas para ter sucesso com suas bromélias:

"1. Se as folhas novas são mais longas em relação às mais antigas, o local de cultivo tem sombra demais. Também se a cor das folhas fica somente verde, perdendo o colorido.
2. Se as folhas começam a apresentar sinais e manchas pretas há água demais na muda.
3. Se aparecerem manchas secas nas folhas, a planta pode ter queimado com sol, também pode ter sido regada e a água agiu como lente sob o sol, queimando a folha.
4. Adubação demais pode apresentar sintomas parecidos, mas a queimadura começará nas pontas da folhas.
 
* As bromélias espinhentas, rígidas e de folhas estreitas, folhas cinzentas, avermelhadas ou com centro avermelhado apreciam mais luz, algumas podem receber sol direto pela manhã ou fim da tarde. As de folhas macias, verdes, apreciam locais à meia sombra. A luz das 13 até às 16 horas, principalmente no verão pode quase paralisar o crescimento da planta.
"É costume em floriculturas falarem de “bromélia de sol”, na verdade são poucas que apreciam muito sol, na mata onde estão fixas nos troncos elas não tem opção e por fotografias pode-se ver o estado das folhas, muito danificadas, queimadas e judiadas.
Se receberem a luz do sol coado por folhagens das árvores, sob arbustos, protegidas do sol forte demais, com certeza ficarão mais bonitas.
Sabe-se que a bromélia recebeu sol demais quando as folhas começam a amarelar, o verde fica mais claro, podendo, em casos graves, ficar ressecadas e queimadas."

Pragas

"As pragas mais comuns às bromélias também são as mesmas das outras plantas ornamentais, como cochonilhas, pulgões, aranha vermelha, lesmas e lagartas. A aplicação de sulfato de nicotina ou óleo de nim é uma solução ecológica e eficiente. Podemos controlar as lesmas com uso de iscas atrativas em potes no canteiro ou viveiro. Para canteiros em casa, espalhar cinza de lareira ou fogão ao redor, não prejudica as plantas e repele as lesmas. Ambientes úmidos em viveiros são lugares para aparecimento de fungos. A opção de usar fungicidas é de cada viveirista, mas o amador deve evitar. São venenos que fazem mal à saúde e ao meio ambiente. Quando notar aparecimento de fungos, retire do local a planta para evitar transmissão à produção, lavar com água e sabão as folhas (sabão comum) enxaguando bem e deixa-la à sombra de quarentenaO uso de chá de alho costuma ser eficiente."

As flores das Bromélias

"Quando atinge o estado adulto as bromélias florescem, algumas levam 3 anos (Guzmania e Billbergia) outras até 20 anos (Alcantarea). Pode-se induzir o florescimento como os cultivadores de abacaxi, com a aplicação no centro da roseta de um ácido que libera etileno. Daí vem a crença de que colocando uma maçã junto à uma bromélia ela florescerá, pois a maçã amadurece e destila etileno. As flores das bromélias são completas, isto é, tem os órgãos masculinos e femininos na mesma flor. O conjunto de flores é chamado de inflorescência e pode ter diversas formas. Em espiga, com brácteas vistosas (Tillandsia), dentro da roseta (Guzmania) e em racemo (Aechmea). As folhas ao redor da inflorescência são mais coloridas e de cor mais intensa quando está por florescer. Ao ser polinizada a flor formará o fruto, que pode ser semeado. Insetos fazem o trabalho de polinização e a reprodução cruzada entre flores de plantas diferentes ocorre na maior parte das vezes, aumentando a diversidade e sobrevivência no habitat."

Você sabia que o abacaxi é uma bromélia?


Fonte

Mas também temos o abacaxi ornamental, que fica pequeno e não é comestível. Facilmente encontrado em floriculturas.

Fonte

Fonte

Reproduzindo por sementes: Acesso esse link para saber mais.


Fonte

Fonte

Sabia que você pode cultivar abacaxi em vaso? O mesmo sistema pode ser feito tanto com o ornamental como o comum. Acesse esse link.

nesse link muito mais detalhes sobre as bromélias.


Comentários

  1. Adorei as dicas, eu tenho uma já faz muito tempo e nunca deu flor vou aproveitar as dicas e ve se é esse o problema.

    Beijos
    blogperfumedepitanga.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Sou uma negação com bromélias. Depois desse post quem sabe me arrisco e tento de novo, porque nenhuma das que passou por aqui sobreviveu ; (((
    Aproveitando… o blog ficou lindo demais! Amei a mudança ; )))

    ResponderExcluir
  3. Você saberia onde obter sementes de dyckias? Obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, só já vi a venda em seites estrangeiros.
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Obrigada pela visita, em breve responderei! Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...